LOJA CIA.SHAMMAH

terça-feira, 8 de abril de 2014

Transpetro alcança marca de 10 navios lançados ao mar com o lançamento do navio Irmã Dul ce

image1

Transpetro alcança marca de 10 navios lançados ao mar
Petroleiro Irmã Dulce, encomendado pelo Promef, passa à fase de acabamentos antes da entrega à Companhia para início de operações
A Transpetro lançou ao mar nesta sexta-feira (28/2) o navio Irmã Dulce, a décima embarcação do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef) a atingir essa fase em um prazo de quatro anos. O navio foi transferido ao cais do estaleiro, onde passará por acabamentos antes da entrega à Companhia para o início das operações. Logo depois do lançamento do petroleiro, foi realizado o batimento de quilha do terceiro navio da série de quatro panamax encomendados pelo Promef.
O Irmã Dulce é o segundo de uma série de quatro petroleiros do tipo panamax que serão batizados em homenagem a mulheres que ajudaram a construir a História do Brasil. O primeiro foi o Anita Garibaldi, que está na fase de
acabamentos no mesmo estaleiro. Utilizados para o transporte de petróleo e derivados escuros, os navios desse tipo têm 228 metros de comprimento e capacidade de transportar 90,2 milhões de litros.
Das dez embarcações do Promef lançadas ao mar, sete já foram entregues à Transpetro: os navios de produtos Celso Furtado, Sérgio Buarque de Holanda, Rômulo Almeida e José Alencar, construídos pelo Mauá; e os suezmax João Cândido, Zumbi dos Palmares e Dragão do Mar, feitos pelo Estaleiro Atlântico Sul (EAS), em Ipojuca (PE). Desse total, seis estão em operação.
O Dragão do Mar fará a sua primeira viagem ainda neste primeiro trimestre.
“Com a décima embarcação do Promef lançada ao mar, conseguimos mostrar que
a indústria naval brasileira alcança, cada vez mais, o patamar da produtividade e da produção em série. O Promef garante a encomenda de navios no Brasil e o conteúdo nacional mínimo de 65%. Agora, estamos perseguindo a competitividade internacional para colocar de novo o nosso País na posição de player mundial na produção de navios”, afirma o presidente da Transpetro, Sergio Machado.
O Promef
O Promef impulsionou a reconstrução da indústria naval brasileira após uma crise de décadas, com investimento de R$ 11,2 bilhões na encomenda de 49 navios e 20 comboios hidroviários. O Brasil tem, atualmente, a terceira maior carteira mundial de encomendas de petroleiros e a quarta maior de
navios em geral. A indústria naval, que chegou a ter menos de dois mil operários na virada do século, hoje emprega 78 mil pessoas, segundo dados do Sinaval.
Com os sete navios entregues, o índice de conteúdo nacional é superior a 65%, quantitativo estipulado para a primeira fase do programa, garantindo geração de emprego e renda no País. Apenas no Estaleiro Mauá, onde o Irmã Dulce está sendo construído, foram gerados 3.400 postos de trabalho.
O Promef tem três pilares:
- construir navios no Brasil;
- alcançar índice de conteúdo nacional mínimo de 65% na primeira fase, e de 70% na segunda fase;
- atingir competitividade internacional, após a curva de aprendizado.
Os dois primeiros pilares já foram alcançados. E, com eles, o Promef ajudou a retirar a indústria naval brasileira do abandono em que se encontrava há décadas.
O terceiro pilar, a busca por competitividade internacional, é o atual foco. Para atingir este objetivo, a Transpetro criou o Sistema de Acompanhamento da Produção (SAP), que tem como função avaliar os processos
produtivos dos estaleiros e sugerir alternativas para melhoria da produtividade.
Os principais players da indústria naval internacional, como Japão, Coréia do Sul e China levaram, respectivamente, 63, 53 e 23 anos para atingir a maturidade do setor. Em apenas 13 anos, o Brasil já obteve resultados comparáveis aos do mercado chinês.
Perfil de Irmã Dulce (26/05/1914 – 12/03/1992)
Irmã Dulce (Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes) foi uma das mais importantes ativistas humanitárias brasileiras do Século XX. Também conhecida como Bem-Aventurada Dulce dos Pobres, a baiana de Salvador morreu em 1992, em sua cidade natal. Ela realizou obras de caridade para
presidiários, mães lactantes, doentes, crianças, operários e pobres em geral, atividades que ganharam notoriedade no Brasil e no mundo.
Irmã Dulce pertencia à Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada
Conceição da Mãe de Deus e pode se tornar a primeira santa católica nascida no Brasil. A cerimônia de beatificação (última etapa antes da canonização),
realizada em 2011, foi presidida pelo arcebispo emérito de Salvador, Dom Geraldo Majella Agnelo, designado para o evento pelo então papa Bento XVI.
Ficha técnica/navio Irmã Dulce:
· Tipo: petroleiro panamax
· Porte bruto: 72.900 Toneladas de Porte Bruto (TPB)
· Comprimento total: 228 m
· Boca: 40 m
· Calado:12 m
· Altura: 48,3 m
· Velocidade: 15 nós
· Transporta: petróleo e derivados escuros
· Capacidade para transportar 90,2 milhões de litros
· Característica: navio “shallow draft” (calado reduzido)
Etapas da construção de um navio
Segundo tradição da indústria naval mundial, a construção de um navio tem cerimônias que marcam etapas fundamentais das obras: o corte da primeira
chapa de aço, o batimento de quilha, o lançamento ao mar e a entrega ao armador.
É importante ressaltar, sobretudo, a diferença entre o lançamento ao mar e a entrega ao armador:
Lançamento ao mar – Depois de concluída a edificação do casco, o navio é batizado e lançado ao mar, para os acabamentos finais. O lançamento libera o dique para o início das obras de uma nova embarcação. O navio em construção é transferido para o cais do estaleiro.
No cais, são feitas as obras de acabamento, as interligações dos vários sistemas e os últimos testes em equipamentos. Antes da entrega, o navio é geralmente levado de novo ao dique, para a limpeza do casco. Por fim, são
feitas as provas de mar – viagens de curta duração que testam o desempenho geral da embarcação.
Entrega – Após a conclusão de todas as obras e testes, o navio é certificado por uma sociedade classificadora independente e entregue ao armador, para o início das operações.
Fonte: PEdesenvolvimento

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Só existe um aeroporto bom de verdade no Brasil - veja qual


Pesquisa da Proteste dá o selo de "bom" apenas ao Aeroporto de Recife, que já tinha figurado na última semana como o melhor regional do país em pesquisa mundial. Vale comemorar?

Infraero
Aeroporto de Recife
Aeroporto de Recife: destaque entre os brasileiros ao disponibilizar lugares para sentar
São Paulo – Mais uma pesquisa global aponta, em números, o que os brasileiros já sabem muito bem na prática: os aeroportos brasileiros estão entre os piores do mundo quando o assunto é infraestrutura e eficiência de serviço.
Entre os 14 aeroportos brasileiros mais movimentados, que fizeram parte do levantamento realizado pela Proteste Associação de Consumidores, apenas o deRecife foi classificado como “bom”, de acordo com a avaliação dos próprios passageiros.
A pesquisa envolveu mais de 150 aeroportos de todo o mundo, sendo consideradas as respostas de 9 mil questionários enviados a pessoas de seis países: Brasil, Bélgica, Portugal, Espanha, França e Itália.
Entre os brasileiros, também foram avaliados os aeroportos de Porto Alegre, Natal, Viracopos, Florianópolis, Curitiba, Salvador, Congonhas, Galeão, Fortaleza, Confins, Santos Dumont, Guarulhos e Brasília.
Todos tiveram notas gerais consideradas medianas ou ruins.
Foram avaliados oito quesitos: acesso ao aeroporto via transporte coletivo, placas de orientação, as telas que exibem os voos, banheiros, lugares para sentar, segurança, tempo de espera até o embarque e o embarque propriamente dito.
Recife teve boas avaliações nos quesitos “lugares para sentar” e “telas de partida e chegada”. Recentemente, também foi considerado o sétimo melhor aeroporto da América Latina, segundo o World Airport Awards 2014, da Skytrax.
Considerando apenas os aeroportos regionais, foi o mais bem posicionado entre os brasileiros, além de liderar na qualidade dos funcionários.
Entretanto, não há tantas razões para comemorar. Na pesquisa da Proteste, o aeroporto foi considerado ruim e péssimo nos itens “acesso via transporte coletivo” e “segurança”, critérios de grande importância para quem vai viajar.
As nota final de Recife, 74, é também distante dos grandes aeroportos do mundo, como o de Changi, em Singapura, que venceu com 88 pontos.
O representante brasileiro com pior colocação foi o aeroporto de Brasília, conquistando a nada honrosa quarta pior posição mundial no ranking.
Confira na tabela a seguir as notas dos aeroportos brasileiros em alguns quesitos considerados no ranking global.
PosiçãoAeroportosTelas de voosBanheirosLugares para sentarAvaliação geral
Recife (PE)77686774
Porto Alegre (RS)77686069
Natal (RN)71645669
Viracopos (SP)71675969
Florianópolis (SC)75655368
Curitiba (PA)79675667
Salvador (BA)71675665
Congonhas (SP)68605063
Galeão (RJ)73625663
10ºFortaleza (CE)68634762
11ºConfins (MG)67625562
12ºSantos Dumont (RJ)74585262
13ºGuarulhos (SP)74615160
14ºBrasília (DF)70585360
Fonte:Size_80_marina-silva  

segunda-feira, 31 de março de 2014

Chevrolet Cruze: nova geração aparece sem camuflagem pela primeira vez


cruze_china
Acabou o mistério. Estas são as primeiras fotos que revelam por completo a nova geração do Chevrolet Cruze. Flagrado pelo site auto.sohu, ele deve chegar ao mercado chinês até o fim do ano, com lançamento em outros mercados nos meses seguintes, incluindo a América e a Europa.
cruze (3)
Embora a atual geração ainda tenha design marcante, a nova tem apelo mais dinâmico, embora já não tenha mais tanta personalidade. Ele ostenta a grande grade dianteira típica de modelos norte-americanos, enquanto a traseira completamente renovada traz a inspiração asiática nas lanternas.
cruze (1)
No interior, a primeira imagem revela um estilo clássico e com menos botões no console central. Já o painel é revestido totalmente por couro (marrom na China) com acabamento macio, corrigindo às críticas em relação ao uso de plástico rígido naquele local.
O novo Cruze 2015 é baseado na nova plataforma D2XX do grupo GM e também contará com a nova geração de motores Ecotec de 1.5 litro de 115 cv e 1.4 turbo de 150 cv associados ao câmbio manual de cinco marchas (automático de seis marchas opcional). Na imprensa chinesa fala-se até uma transmissão de dupla embreagem e sete velocidades.
cruze (2)
Mais informações devem surgir antes do Salão de Beijing, na China, em abril, onde a apresentação da novidade é aguardada.
Fonte: Carplace

sábado, 29 de março de 2014

Acidente entre caçamba e micro-ônibus deixa pelo menos 14 mortos na av. Djalma Batista

O caminhão vinha em alta velocidade e colidou de frente com o micro-ônibus da linha 825 (Centro/Bairro da Paz). Pelo menos 14 vítimas fatais e 20 sobreviventes foram confirmados

    Choque entre veículos foi de frente
    Choque entre veículos foi de frente (Clovis Miranda)
    Um grave acidente envolvendo uma caçamba e um micro-ônibus deixou 14 vítimas fatais e 20 feridos confirmados, por volta das 20h desta sexta-feira (28), na avenida Djalma Batista, Zona Centro-Sul da capital, ao lado do viaduto Ayrton Senna.
    O caminhão de cor branca e placas OAJ-8863, que prestava serviços terceirizados para a Prefeitura de Manaus e vinha no sentido bairro/Centro, colidiu de frente com microônibus da linha 825 (Bairro da Paz) e placas NOL-0286, que vinha no sentido Centro/bairro.
    Conforme a frentista Tatiana Faray, 35, o motorista do caminhão caçamba perdeu o controle do veículo, ultrapassou o meio-fio de aproximadamente 1 metro de altura e invadiu a pista contrária, colidindo de frente com o microônibus.
    "Estávamos aqui no posto e vimos tudo. O ônibus estava normal, indo em 40 km/h. A caçamba que veio de lá e bateu de frente. Tinha uma grávida que morreu na hora. Outro foi cuspido para fora, já morto, e um outro homem conseguiu pular e se salvar", disse Faray.
    Segundo testemunhas do acidente, o caminhão caçamba estava vindo em alta velocidade desde a avenida Torquato Tapajós, e perseguia um veículo menor, um modelo S-10 não identificado. O motorista da S-10 teria conseguido se desvencilhar da caçamba e ganhado metros depois.
    “Quando aconteceu o acidente, esse motorista da S-10 parou mais na frente e saiu do carro gritando, acusando o motorista da caçamba. ‘Esse cara está doido, ele quer me matar’”, contou o eletricista Pablo Pessoa, 23, que saía da faculdade Unip e presenciou o fato.
    Vítimas
    O número de 14 vítimas fatais foi confirmado pela Polícia Civil e o Instituto Médico Legal (IML) recolhia os corpos. Entre os mortos estavam o motorista do microônibus, Robert da Cunha Moraes, 27, que trabalhava prestando serviços terceirizados para a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf).
    Uma criança e uma mulher grávida de seis meses também morreram. Os técnicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ainda tentaram fazer o parto da da grávida, mas sem sucesso.
    O coordenador do Samu, Enzo Monteiro, informou que oito sobreviventes foram levados para o Hospital e Pronto Socorro (HPS) 28 de Agosto; oito para o HPS João Lúcio e quatro para Serviços de Pronto Atendimento (SPA) das redondezas.
    O comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Antônio Dias, informou que o número de vítimas fatais pode aumentar e os trabalhos de socorro aos envolvidos continuaram pela noite. Um caminhão guincho ainda se preparava para separar o caminhão caçamba do microônibus.
    As causas reais do acidente serão investigadas pelo 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e pela Delegacia Especializada em Acidentes de Trânsito (Deat). Peritos do Instituto de Criminalística estavam, ontem, marcas na pista e coletaram vestígios da colisão.
    Confira galeria de imagens do acidente: http://bit.ly/1rNnkyP
    Fonte:uol notícias

    quinta-feira, 20 de março de 2014

    Confira os erros que pais cometem ao publicar fotos dos filhos na web


    Imagem: Divulgação
    Para o especialista em segurança da informação os pais precisam pensar se as fotos a serem publicadas podem causar algum tipo de constrangimento futuro aos filhos
    Em tempos de ‘selfie’, super smartphones e aplicativos que permitem clicar cada momento do dia, parece difícil resistir à tentação de compartilhar com o mundo todas as gracinhas e atitudes fofas dos filhos. Porém, o especialista em segurança da informação, Márcio Ferreira, da TrustSign, deu orientações preciosas ao blog Maternar, do site da ‘Folha de S. Paulo’.
    Confira as dicas:
    Fotos sem roupas
    “É um prato cheio para os pedófilos”, disse Márcio Ferreira. Segundo ele, antes de publicar uma foto os pais devem pensar duas ou três vezes para não se arrependerem depois. “Mesmo que você apague a foto, alguém pode ter copiado ou baixado antes. Aquilo que você postou é eterno”.
    Localização
    Preste atenção se a foto a ser publicada permite identificar a escola em que a criança estuda. “Não se deve mostrar o uniforme nem o brasão da escola do filho”. Esse cuidado é para evitar que estranhos identifiquem a sua rotina, seus hábitos e lugares que você e sua família frequentam. “Pessoas mal intencionadas podem usar essas informações para localizá-lo”, diz o especialista.
    Por isso, também não é um bom hábito ficar postando a sua entrada e saída dos lugares que frequenta para que todos fiquem sabendo nas redes sociais.
    Pelo mesmo motivo, o especialista recomenda a desativação do geolocalizador de smartphones e câmeras, que podem identificar o local onde a foto foi tirada.
    Colocar hashtags com o nome da escola da criança e da sua academia também darão pistas sobre sua rotina. Então, #evite!
    Márcio Ferreira diz que o primeiro cuidado a se ter com as redes sociais é com o nível de privacidade de seu perfil. “O ideal é que só seus amigos possam ver o que você publica”.
    Em relação ao compartilhamento de fotos, ele diz que você pedir para seus amigos não compartilharem fotos suas. “Você conhece seus amigos, não os amigos dos seus amigos. Não hesite em pedir para remover o compartilhamento”.
    Autorização de imagem
    Imagem: Divulgação
    É preciso tomar cuidado quando o assunto é exposição nas redes sociais, porém não é preciso ficar paranoico e perder os bons momentos da vida
    Se alguém postar uma foto do seu filho numa rede social sem sua autorização, Ferreira diz que é seu direito pedir que a imagem seja retirada.
    Pela mesma lógica, você também deve perguntar para os pais de outras crianças se pode publicar fotos delas antes de sair compartilhando imagens da festa de aniversário das crianças.
    Evite constrangimentos futuros
    O especialista destaca que os pais devem lembrar que os filhos vão crescer antes de publicarem fotos que podem mais tarde constrangê-los. “Se a foto for embaraçosa e cair na rede, a criança pode ser alvo de bullying. É melhor evitar fotos em situações embaraçosas”.
    Blogueiros
    Para os pais blogueiros, o especialista orienta a tomar cuidado para não fazer do blog um diário com todas as pistas sobre a rotina familiar, porque nunca se sabe quem está lendo essas informações.
    Lembre-se: use o bom senso. Ninguém precisa ficar paranoico e deixar de publicar o vídeo da primeira vez que o filho andou por medo de ser localizado por um maluco. Se parar de compartilhar cada detalhe, de todos os horários do dia, marcando todos os locais que frequenta, já será um bom começo.
    Deixe seu comentário.
    Fonte: Folha

    Mendiga na Arábia Saudita deixa herança milionária



    Fortuna da mulher, que morreu aos 100 anos, inclui moedas de ouro, joias e diversos imóveis
    Após a morte de uma mulher que passou décadas mendigando nas ruas de Jeddah, na Arábia Saudita, as autoridades tiveram uma surpresa. Eles descobriram que Eisha, como era conhecida, tinha uma fortuna secreta em moedas de ouro, joias e imóveis.
    Segundo o jornal local Gazeta Saudita, ela acumulou uma fortuna equivalente a US$ 800 mil (R$ 1,8 milhão), incluindo quatro prédios na cidade.
    A notícia chocou a grande maioria dos moradores que vivem nos bairros em que Eisha, que tinha 100 anos, costumava mendigar, exceto por Ahmed Al-Saeedi, um amigo de infância da mulher que a ajudava a cuidar de seus bens.
    Segundo ele, boa parte da riqueza da amiga foi acumulada quando ela mendigava ao lado da mãe e da irmã – ambas já mortas. “As pessoas se solidarizavam com elas. E elas acabavam recebendo muitas doações, especialmente durante o Eid (feriado religioso muçulmano)”, disse.
    Saeedi disse ainda que ele tentou por diversas vezes convencer a amiga de deixar a mendicância. “Eu pedia para ela desistir de pedir esmolas, já que ela tinha muito dinheiro, mas ela sempre se recusava, dizendo que estava se preparando para tempos difíceis.”
    Várias famílias que moram nas propriedades de Eisha disseram que ela nunca lhes cobrou aluguel. Ainda não está claro se eles serão expulsos, já que toda sua “herança” – incluindo os imóveis – está agora na mão das autoridades.
    Deixe seu comentário.
    Fonte: BBC Brasil
    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...